segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Escritores gaúchos


Carol Bensimon é uma das convidadas do Encontro Estadual de
Escritores Gaúchos. Ela é autora de Pó de parede (Não Editora)
e de Sinuca embaixo d’água (Companhia das Letras).
O que Lya Luft, Érico e Luís Fernando Verissimo, Martha Medeiros, Fabrício Carpinejar, Moacyr Scliar e Caio Fernando Abreu têm em comum? Oras! São ou foram escritores. Sim, mas mais do que isso, todos eles nasceram no Rio Grande do Sul. O universo dos livros está povoado de escritores gaúchos e prova da importância deles para a literatura é o Encontro Estadual de Escritores Gaúchos, que chega à sua 4ª edição na 15ª Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo. Saiba sobre essa programação no Portal das Jornadas

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Filha de Nelson Rodrigues confirma presença na Jornada

Sonia Rodrigues participa da
conferência Narrativas Transmidiais
A presença de Sonia Rodrigues na 15ª Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo foi confirmada nos 45 minutos do segundo tempo. Ela entrou em campo para substituir a sua filha caçula, Barbara Rodrigues Mota, impossibilitada de ir para Passo Fundo por uma questão profissional. Ela participará com o romancista André Vianco e com o designer Guto Lins da conferência Narrativas transmidiais, às 19h da sexta-feira (30/08).

“Eu tenho orgulho de fazer parte de uma família transmídia storytelling. Se meu pai, Nelson Rodrigues, estivesse vivo, talvez ele pudesse me substituir. O cronista esportivo Marcos Caetano escreveu que Nelson foi o primeiro autor transmídia do Brasil. Se Transmídia storytelling é a possibilidade de contar uma história através de diferentes meios, ele foi mesmo pioneiro nesse processo. Na prosa, no teatro, na TV, na reportagem, na crônica, Nelson Rodrigues contava a mesma história com graus de profundidade, com estratégias diferentes, dependendo do meio”, explica.

Leia o perfil completo da autora no Portal da Jornada



terça-feira, 13 de agosto de 2013

Finalistas do Prêmio Passo Fundo Zaffari & Bourbon

Regina Zilberman, presidente da comissão julgadora
Confira os finalistas do Prêmio Passo Fundo Zaffari & Bourbon. O grande vencedor será conhecido na abertura da Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo, no dia 27 de agosto, e ganhará R$ 150 mil.

A noite das mulheres cantoras - Lídia Jorge
Barba ensopada de sangue - Daniel Galera
Domingos sem Deus - Luiz Ruffato
Habitante irreal - Paulo Scott
Infâmia - Ana Maria Machado
Lívia e o cemitério africano - Alberto Martins
O céu dos suicidas - Ricardo Lísias
O que os cegos estão sonhando? - Noemi Jaffe
Solidão continental - João Gilberto Noll
Uma duas - Eliane Brum

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Finalistas do Prêmio Zaffari & Bourbon saem na próxima terça-feira

Os 10 finalistas do 8º Prêmio Passo Fundo Zaffari & Bourbon de Literatura serão conhecidos na próxima terça-feira, 13 de agosto. A comissão julgadora do concurso vai se reunir em Porto Alegre para escolher os escritores que seguem na disputa pela premiação. O ganhador será anunciado dia 27 de agosto, durante a abertura da 15ª Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo - RS.

O Prêmio Passo Fundo Zaffari & Bourbon de Literatura é reconhecido como um dos maiores prêmios da cena literária brasileira e entregará ao vencedor R$ 150 mil. A premiação é destinada ao melhor romance de língua portuguesa publicado nos últimos dois anos.

Além de escritores brasileiros, o Prêmio Zaffari & Bourbon tradicionalmente recebe obras de autores de outros países de língua portuguesa, como Moçambique e Portugal, e também de nações fora da comunidade lusófona. Na última edição, em 2011, o vencedor foi João Almino, com o livro Cidade livre.

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Universo do circo

Casuo interpretou o protagonista do espetáculo Alegria, do Cirque du Soleil e já está de malas prontas para a Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo. Ele vai apresentar o espetáculo Universo Casuo, visto por mais de 1,3 milhão de pessoas em todo o Brasil. 

O show reúne uma combinação emocionante de artes acrobáticas, humor, poesia, design extravagante e uma trilha musical criada por Charlie Dennard - músico, compositor e band líder do famoso circo canadense - especialmente para o Universo Casuo. A história se passa em um universo paralelo, diferente, onde tudo é possível.

Durante a Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo, Universo Casuo será apresentado no dia 1º de setembro, às 19h. Os ingressos podem ser adquiridos nos pontos de venda Wizard Paissandú e Bella Cittá e Gambatto Ford Boqueirão, em horário comercial.

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Troféu Roseli Doleski Pretto

Em 2001, para comemorar os 20 anos de Jornadas Literárias, os organizadores presentearam os escritores e homenageados com o troféu Roseli Doleski Pretto. A peça foi esculpida pela artista plástica Roseli Doleski Pretto, que trabalhou na Jornada desde sua primeira edição. Seu entusiasmo e sua sensibilidade moveram-na em todos os momentos de preparação das Jornadas, criando cartazes de divulgação, cenários de fundo de palco, angariando recursos para a realização do evento. 

Roseli Doleski Pretto
Maria Roseli Doleski Pretto idealizou e coordenou o Museu de Artes Visuais Ruth Schneider e o Museu Histórico Regional de Passo Fundo, durante os anos de 1995 até 2002. Roseli faleceu em julho de 2002 e, em 2004, foi homenageada com a denominação do Espaço Cultural com seu nome - Roseli Doleski Pretto - que compõe o complexo dos prédios do Teatro Municipal Múcio de Castro a Academia Passo-Fundense de Letras, Museu de Artes Visuais Ruth Schneider e a Biblioteca Pública Municipal Arno Viuniski, na cidade de Passo Fundo.

Em 2013, ano em que as Jornadas atingem 32 anos de história, o troféu Roseli Doleski Pretto será entregue a todos os convidados presentes na 15ª Jornada Nacional de Literatura. Ao final de cada participação, ocorrerá uma breve cerimônia de entrega deste prêmio que, pelas palavras da coordenadora geral da Jornada, Tania Rösing, “é a homenagem que se faz aos que trabalham a palavra, trabalham com a palavra, trabalham sobre a palavra; trabalham com cultura e arte, pluris significando-as".


Troféu Roseli Doleski Pretto

Operação Galápagos


Em Operação Galápagos,  de Luciana Savaget, coordenadora de debates da Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo, um grupo de jornalistas - Vinicius, Lúcio e Fernando - viaja a Galápagos para averiguar denúncias contra o patrimônio cultural e ecológico local, ameaçado pelas tramoias do poderoso chefão inglês do grupo que comanda a ilha.

A viagem é um misto de situações bizarras e misteriosas. Já no voo com destino ao arquipélago, Fernando e Lúcio fotografam um passageiro que havia sido dado como morto. A foto dele fora estampada em um jornal carioca.

Logo que aterrissam, as negociações de filmagem, locações e etc. são intermediadas pela Fundação de Pesquisa Científica (FPC), órgão do governo britânico que fará tudo e mais um pouco para dificultar a missão dos jornalistas.

Ao desconfiarem do conteúdo da reportagem e o que ela revelaria, a FPC aumenta os obstáculos, cobra preços altos por qualquer serviço, escamoteia, trapaceia e até tenta matar um dos protagonistas. A população local, temerosa pelo poder da instituição inglesa e sob ameaças, se recusa a conversar com os brasileiros.

A falta de comunicação entre as ilhas e o continente, limitada a um único posto telefônico para atender a todo o povoado, é um agravante a mais. Isso sem falar da perturbação permanente com o homem morto, que insiste em cruzar o caminho dos jornalistas em diferentes ocasiões, como se vivo fosse.

Com uma trama cativante e um desfecho inacreditável, o livro trata de temas como ética e preservação ambiental, o que permite ao leitor refletir e também conhecer um pouco mais sobre biologia, geografia e geopolítica através de um texto de ficção.

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Encontros com ministros

Profª Tania Rösing, coordenadora geral da
Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo,
cumprimenta a ministra Marta Suplicy
Reconhecida como um dos mais importantes catalizadores na formação dos leitores, a Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo recebeu o apoio dos ministros Aloísio Mercadante, da Educação e Marta Suplicy, da Cultura.

Além de firmarem o compromisso de apoio ao evento pioneiro no calendário literário nacional, os ministros se dispuseram a visitar a Jornada marcada para acontecer entre os dias 27 e 31 de agosto, na cidade de Passo Fundo, no norte do Rio Grande do Sul. Os encontros aconteceram na quarta-feira da semana passada (10/07), em Brasília.
Ministro Mercadante recebe o kit da
Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo

A ministra da Cultura ficou impressionada com o fato de a Jornada ser coordenada pela professora Tania Rösing há 32 anos. “Nenhum evento sobrevive há tantos anos se não for realmente de qualidade e importante para a população”, observou a ministra. Sobre a sua permanência à frente da Jornada por mais de três décadas, a coordenadora comentou: “Há 32 anos trabalhamos para unir, por meio das jornadas, a cultura e a educação”.

terça-feira, 25 de junho de 2013

O exemplo que vem da Colômbia

Parque Biblioteca Presbítero José Luis Arroyave - San Javier
Internacionalmente, a cidade de Medellín na Colômbia ficou conhecida pelo cartel liderado pelo mega traficante Pablo Escobar. O temido Cartel de Medellin não existe mais, foi desbaratado em 1993, com a morte do seu líder maior. Quase dez anos depois, em 2002, a taxa de homicídios na cidade ainda era muito elevada (183,3 por 100 mil habitantes). No entanto, houve uma bela e rápida transformação na sociedade. Em 2005, os índices caíram para 33,2 homicídios por 100 mil habitantes, abaixo da média da Colômbia.
Biblioteca EPM

Como os colombianos conseguiram isso? Apostaram na segurança, esporte e, evidentemente, na educação e na cultura.  Na cidade, foi criada uma impressionante rede de bibliotecas. São verdadeiros palácios da leitura que foram rapidamente apropriados pela população.

As bibliotecas impressionam não só pela beleza e pelo tamanho, mas sobretudo pelo número de visitantes. Só de janeiro a maio desse ano, as bibliotecas já receberam quase 4 milhões de visitas (lembrando que a população de Medellín não chega a 2,3 milhões de habitantes!).

Parque Biblioteca León de Greiff - La Ladera


Durante a 15ª Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo, você terá a chance de conhecer um pouco sobre essa experiência e bater um papo com Glória Maria Rodrigues, Luís Yepes Osorio, Carolina Jaramillo e Jonatan David Cardona, representantes da Red de Bibliotecas de Medellin. Juntos, eles vão falar sobre o tema Biblioteca, Inovação e Comunidade, dentro do Encontro Internacional de Bibliotecários e Mediadores de Leitura, programação paralela da Jornada.

quarta-feira, 12 de junho de 2013

A leitura das ruas

Sérgio Vaz, criador da Cooperifa
e autor de seis livros
A produção cultural das periferias ganhou notoriedade e conquistou espaços importantes na cena literária brasileira. Um dos sinais da relevância desse fenômeno social é o espaço que ele ganhou até na mídia tradicional, sempre apontada por levar ao público apenas o mainstream. O rapper Emicida e o poeta paulista Sérgio Vaz são dois grandes expoentes desse movimento. Ao lado do escritor e jornalista mexicano Alejandro Reyes, eles participam do último palco de debates da Jornada, intitulado “A leitura das ruas” e marcado para as 14h do dia 31 de agosto.

Emicida é considerado uma das revelações do hip hop brasileiro. É dele a música Triunfo cujo clipe no Youtube recebeu mais de 4 milhões de visualizações. Atualmente, ele é repórter do programa Manos e Minas veiculado pela TV Cultura.
Emicida é considerado uma das grandes revelações
do hip hop nacional (foto Ênio Cesar)


Sérgio tem seis livros publicados: Subindo a ladeira mora a noite, A margem do vento, Pensamentos vadios, A poesia dos deuses inferiores, Colecionador de pedras e Literatura, pão e poesia. À frente da ONG Cooperifa, transformou bares em centros culturais, com a realização de saraus que reúnem em torno de 300 pessoas para ouvir e falar poesia. Outro projeto do Poeta da Periferia que merece destaque é o Poesia contra a violência que percorre escolas da periferia incentivando a leitura e a criação poética como instrumento de arte e cidadania.

O mexicano Alejandro Reyes é autor do romance
A rainha do Cine Roma, finalista do Prêmio Leya 2008
No Brasil desde 1995, o mexicano Alexandro Reyes é jornalista e escritor. É mestre em Estudos Latino-Americanos e colabora com meios de comunicação alternativos, nos quais escreve sobre movimentos sociais no México, EUA e Brasil. Participou do Movimento Literário Baiano e publicou três livros: Vidas de rua, Contos mexicanos e A rainha do Cine Roma, finalista do prêmio Leya 2008.

terça-feira, 11 de junho de 2013

Mais música na Jornada

Afro Lata faz show no dia 30, no palco principal da Jornada

Depois de Titãs e Yamandu Costa, mais duas bandas de projeção nacional confirmam a participação durante a 15ª Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo: AR21 e Afro Lata. Resultados das oficinas de música e dança do grupo AfroRaggae, as bandas têm em comum a sua origem na comunidade de Vigário Geral, zona norte do Rio de Janeiro.

A AR21 se apresenta, no dia 29 de agosto, às 20h45, durante a JorNight. Com forte pegada de reggae, disco, soul e rap, a banda tem ainda influências do samba, do rock e do funk. Um dos sucessos é a música Erga-se – tema título do seu primeiro álbum que será lançado em breve. A canção ganhou videoclipe gravado em Vigário Geral, sob direção de Fernando Grostein de Andrade.

Já o Afro Lata se apresenta no dia 30 de agosto, às 16h30, no palco principal da Jornada. Formada em 1998, a banda de Vigário Geral é conhecida por transformar lixo em instrumentos musicais. O som vem de cabos de vassoura, latões de óleo, tonéis e baldes de plástico. Os quinze integrantes da companhia de percussão levarão ao público da Jornada o repertório influenciado pelos ritmos da cultura afro-brasileira, como o maracatu, o frevo e o samba.

terça-feira, 4 de junho de 2013

Para saborear livros

A 15ª edição da Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo terá uma apetitosa novidade: pela primeira vez, a movimentação cultural terá parte da sua programação dedicada à gastronomia. O Páginas Saborosas – Festival de Gastronomia acontece de 24 de agosto a 1º de setembro e reunirá chefs de cozinha, escritores e leitores numa deliciosa mistura.

A ideia de realizar o evento é conscientizar pais e educadores para a importância da alimentação saudável. A realização do Páginas Saborosas é de responsabilidade da Universidade de Passo Fundo, Prefeitura Municipal de Passo Fundo e da Revista Prazeres da Mesa

Durante o evento, os participantes poderão saborear os pratos vencedores da 1ª Maratona Gastronômica realizada em 2010, em oito municípios da Microrregião Cultura e Tradição/RS. Acontecerão ainda oficinas culinárias para representantes da comunidade escolar e responsáveis pela merenda, festival de doces nativos e cucas, além da programação artística que inclui a exibição do documentário Muito além do peso, apresentações teatrais e shows musicais.

Veja a programação completa abaixo e outras informações podem ser obtidas pelo Portal da Jornada.

Atualização:  As inscrições para o Páginas Saborosas já estão abertas e podem ser feitas pelo clicando nesse link.

 
(clique na imagem para ver a programação)

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Das telinhas para a Jornada

Parece que a novela Amor à vida, exibida pela TV Globo, caiu no gosto popular. A trama é envolvente, cheia de personagens misteriosos, de vilões do jeito que o povo gosta e um núcleo de humor que arranca gargalhadas dos telespectadores...

Quem está por trás das histórias e dos personagens é o autor Walcyr Carrasco que participará da conferência O jovem da ficção à telenovela durante a Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo.

Ao lado dele, duas estrelas que incorporam personagens no folhetim: Elizabeth Savalla, que vive a engraçadíssima ex-chacrete Tetê Para-Choque e Para-Lama e Ary Fontoura, o Dr. Lutero, diretor do hospital que está no centro da trama. 

Confira a programação completa pelo Portal da Jornada.

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Contistas, atenção!

O Concurso Nacional de Contos Josué Guimarães recebe contos inéditos de autores que já tenham obras publicadas ou não. As inscrições podem ser feitas até o dia 1º de junho e os vencedores serão conhecidos na abertura da 15ª Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo.

Cada participante deverá apresentar três contos. Os dois melhores contistas receberão o troféu Vasco Prado e ao primeiro colocado será concedido o prêmio de R$ 5 mil e o segundo levará R$ 3 mil. Outros trabalhos poderão ser destacados com menção honrosa, a critério da comissão julgadora.

A premiação leva o nome do jornalista e escritor sul-rio-grandense que apoiou a criação e expansão das Jornadas Literárias de Passo Fundo. Saiba como se inscrever pelo Portal da Jornada.

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Capital Nacional da Literatura



Árvore das Letras
Passo Fundo é, desde 2006, a Capital Nacional da Literatura. O título foi concedido graças à consolidação da Jornada Nacional de Literatura como um dos mais importantes debates literários da América Latina. O evento é realizado bienalmente há 32 anos.
 
A cidade respira literatura e não é só nos dias da Jornada. O reconhecimento de Passo Fundo como Capital Nacional da Literatura possibilitou a construção de espaços especiais dedicados ao livro, além de marcos arquitetônicos como a grande Árvore das Letras (foto). 

Largo da Literatura Cômica
Praças foram transformadas em largos dedicados à literatura. A praça Francisco Antonino Xavier e Oliveira, por exemplo, hoje é conhecida como o Largo da Literatura Brasileira. Já a Praça Guilherme Spery virou o Largo da Literatura Gauchesca e a Praça Abraão Madalosso, o Largo da Literatura Cômica (foto). A transformação desses espaços foi importante para revitalizar e resgatar lugares históricos e estratégicos da cidade, além de envolver a comunidade em diferentes manifestações culturais.

Passo Fundo, então, é a cidade ideal para quem ama o livro. Uma espécie de Meca dos leitores brasileiros e espera todos de braços abertos em agosto, para a 15ª Jornada Nacional de Literatura! Nos encontramos lá!

terça-feira, 2 de abril de 2013

Loyola e a música


Loyola durante a 14ª Jornada
Nacional de Literatura de Passo Fundo

O coordenador dos debates da 15ª Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo, Ignácio de Loyola Brandão está de livro novo. Cronista do jornal O Estado de S. Paulo, Loyola mergulhou no mundo da música para escrever Solidão no fundo da agulha (LivrosPara Todos, 168 págs., R$ 59,50).

Ao todo, são 32 crônicas que levam os leitores a lugares e músicas que marcaram a trajetória do autor como o bolero Quizás; Amore Mio, do filme Gilda e a melodiosa Valsinha, de Chico Buarque.

Não é a primeira vez que Loyola embarca no universo musical. Em Veia Bailarina (Global), de 2001, ele já falava das músicas que gostaria que tocassem no seu funeral. O novo livro traz uma surpresa: um CD com onze canções interpretadas pela brilhante Rita Gullo, filha do autor.


Para saber um pouco mais sobre o Solidão no fundo da agulha, assista à entrevista do Loyola ao ProgramaMetrópolis, da TV Cultura.

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Pré-Jornada


A cada edição, grupos interdisciplinares fazem a leitura antecipada das obras dos autores convidados para a Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo. A ideia é promover a reflexão e a interpretação desses textos e compartilhar essas experiências em grupos de discussão.

No portal da Jornada, há uma lista com as obras indicadas. A sugestão é que professores e acadêmicos leiam, no mínimo, duas obras de autores diferentes que serão apresentadas e discutiras em grupo. Alunos do ensino médio também podem participar da Pré-Jornada lendo uma obra e, a partir dela, criar, em grupo, um trabalho final que pode ser em formato de texto, de vídeo ou de fotografia. Os resultados desses debates e dos trabalhos dos alunos vão para o grupo de discussões do Facebook.

Os participantes da Pré-Jornada recebem certificado. Mais informações no portal da Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo.

quinta-feira, 28 de março de 2013

O vírus do amor ao livro é incurável



A frase acima é do inesquecível José Mindlin. Quando morreu em 2010, o empresário e bibliófilo deixou mais de 40 mil livros que foram doados à Universidade de São Paulo (USP). Entre os livros reunidos ao longo de 80 anos estão exemplares raros como a primeira edição de O Guarani, de José de Alencar, de 1857 e os originais de Vidas Secas escritos em 1938 por Graciliano Ramos. 

Todo esse acervo está de casa nova, depois da inauguração do belíssimo prédio da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin localizada na Cidade Universitária da USP. 

E Mindlin tinha um carinho especial pela Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo. Foi em 2007, durante a 12ª edição do evento, que ele recebeu o título de Doutor Honoris Causa concedido pela Universidade de Passo Fundo (foto). Para saber mais, acesse o site da biblioteca.

quarta-feira, 27 de março de 2013

Inscrições Abertas a partir de 1º de abril


Não! Não é mentira! A partir do dia 1º de abril, você já pode se inscrever para participar da Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo. Mas corra! As vagas são limitadas e acabam mais rápido do que você imagina. As inscrições serão efetuadas exclusivamente pelo portal da Jornada. Por lá, você escolhe a modalidade da sua participação, preenche a ficha de cadastramento e imprime o boleto bancário que efetivará a sua inscrição.

Marcada para acontecer entre os dias 27 e 31 de agosto, a Jornada nesta edição está voltada ao jovem. Nesses dias, mais de cem escritores, artistas e personalidades vão discutir o tema Leituras jovens do mundo. Entre os convidados internacionais estão o diretor do Departamento de Psicologia Evolutiva da Universidade de Barcelona, Cesar Coll, e o romancista mexicano Alejandro Reyes. Entre os brasileiros, destacam-se José Castello, Walcyr Carrasco, Jairo Bouer, Laura Müller, André Vianco e Raphael Draccon.

A programação conta ainda com sessões de autógrafos, conversas paralelas, oficinas, espetáculos e exposições e dois grandes shows musicais: Titãs e Yamandu Costa.


50 anos de Beto Gessinger



O músico gaúcho Humberto Gessinger já é uma figurinha carimbada na Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo. É dele e de Paulo Becker a música Leituras que se tornou uma espécie de hino da grande movimentação cultural marcada para agosto. 

O integrante do Engenheiros do Havaí faz 50 anos em 2013 e se prepara para o seu primeiro disco solo, intitulado Insular. Mas as novidades não param por aí: ele se prepara para lançar o seu quinto livro (ainda sem título) e vai participar conosco da Jornada UPF, evento paralelo à Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo.  Todos na expectativa!

Para conhecer um pouco mais sobre o Beto Gessinger, é só acessar o perfil dele no nosso portal.